• Delicious

  • Comentários

    Zé Ricardo em Parabéns pra Sao Paulo!
    eliana em Parabéns pra Sao Paulo!
    Leonardo em Parabéns pra Sao Paulo!
    helo em Arte em Madri
    maricotinha em Arte em Madri
  • Blog Stats

    • 36,634 hits
  • Minhas fotos

    Mais fotos

I´ll be back

Voltarei em duas ou três semanas com novos posts.  Peço desculpas pela ausência, os últimos 2 meses foram um pouco agitados, logo logo contarei mais coisas. Até breve!

Arte em Madri

caixa-forum.jpg

Para os que visitem Madri nos próximos meses, a atividade cultural estará garantida. Há duas exposiçoes imperdíveis que acabam de inaugurar e estarao abertas até o começo de maio:

O Museu Reina Sofia recebe a Coleçao do Museu Picasso de Paris, com a exposiçao mais completa do pintor jamais feita na Espanha. O Museu Picasso fechou para obras e grande parte do acervo foi alugada (isso mesmo, o governo espanhol pagou pelo “empréstimo” das obras) ao museu madrilenho. Sao mais de 400 obras, vindas do museu mais importante sobre o pintor.

Mas guarde fôlego  para ir também ao Museu Thyssen-Bornemiza, que presenteia os visitantes com a exposiçao Modigliani e seu tempo. Eu já visitei uma pequena parte dessa exposiçao na Fundación Caja Madrid, parceira do Museu em exposiçoes temporais desse porte, e se esse foi só o aperitivo nao vejo a hora de ver o restante!

Além dessas duas jóias, dê um pulinho na recém inaugurada Caixa Forum-Madrid (foto), espaço cultural da Fundació La Caixa, que já tem uma sede em Barcelona, com arquitetura inovadora e um jardim vertical, no mínimo, diferente.

E todos esses espaços, e também o Museo del Prado, ficam no chamado “eje cultural” de Madri, ou seja, na mesma avenida, a pouca distância entre um e outro (exceto a Caja Madrid, que fica na regiao de Puerta del Sol, nao muito longe dali).

E bom rolê cultural!

Dia de San Valentín

Dia de quem???? De San Valentín, mas para todos os efeitos, é o dia dos namorados. Aliás, é assim no mundo todo (pelo menos o mundo ocidental, até onde sei), menos no Brasil que tem sua própia data, totalmente exclusiva, para comemorar o amor.

Enfim, hoje é o dia dos restaurantes cheios, filas nos cinemas e outros programinhas para aproveitar a dois. Será que aqui, já que nao existem os motéis como no Brasil, os hotéis fazem as vezes e tambem ficam com lotaçao esgotada??? Boa pergunta, vou dar uma pesquisada com os colegas espanhóis…. 😉

Entao, hoje é dia de comidinha especial, acompanhada de vinho, só pra nao deixar passar.

Happy Valentine´s Day!

PS: Ando devagar com os posts porque nao tenho tido tempo, devido as novas funçoes no trabalho. Mas logo voltarei ao ritmo de antes, pra contar mais de Madri e otras cositas.

Carnaval????

Gente, nao houve nem sinal do Carnaval por aqui…. E olha que um dos carnavais mais importantes depois do Brasil fica na Espanha: mas, lá longe em Tenerife, uma das ilhas Canárias. Aqui em Madri, nem sinal.

E por isso fiquei morrendo de vontade de pular um carnaval de verdade. Está decidido, ano que vem, se tudo der certo, estarei no Brasil durante o carnaval. E pretendo ir ao Rio de Janeiro, pular nos blocos de rua e ver o desfile do sambódromo.

Nao passo outro carnaval em seco, de jeito nenhum!

Tudo de bom!

É assim que está começando 2008 pra nós, tudo de bom!

Primeiro boas noticias da recuperaçao da minha mae (sorry, sem detalhes….) que esta bem e feliz.

Semana passada fui surpreendida no trabalho com a indicaçao para uma nova funçao. É em outro departamento, com muito mais responsabilidade, muito que aprender, mas tambem com um salario mais alto. Eba! Totalmente inesperado, e muito bem vindo!

E hoje, finalmente e depois de muita dor de cabeça, saiu o numero de identidad de estrageiro do Leo na Espanha. Isso quer dizer que ele ja é gente, e entre outras coisas pode trabalhar legalmente aqui.

Estou super feliz, começando o ano com pé direitíssimo!

Chueca

Acho que ja comentei em algum post anterior que adoro o bairro de Chueca, especialmente pelos bares, cafés e restaurantes bacanas que se espalham pelas ruas estreitas desse bairro gay friendly.

No sabado à noite, para colocar o papo em dia com uma amiga que esteve de férias por varias semanas, decidimos dar uma volta por lá em busca de um bar com boa música (o que pra nós quer dizer: que nao role musica eletrônica a noite toda). Depois de vagar (e descobrir restaurantes para voltar outro dia), encontramos o Tántalo.

Barzinho bacana, nao muito grande, com um mezanino tranquilo pra quem quer mesmo é sentar e bater papo, e um espaço ao fundo pra quem quiser dançar ao som da boa e variada seleçao de musica. Os preços nao assustam, o que é quesito muito importante e a clientela varia doas 25 aos 60 anos, numa boa.

Parabéns pra Sao Paulo!

sao_paulo_cidade.jpg

Tenho sentimentos contraditórios em relaçao a Sao Paulo, cidade onde nasci, cresci, estudei, trabalhei, onde deixei amigos e um pedacinho da minha familia (minha irma).

Se imagino voltar ao Brasil, realmente Sao Paulo nao seria a cidade onde gostaria de morar. Ver Sao Paulo de fora é um pouco assustador. Acho que nao poderia viver com o medo e stress constantes novamente. Mas por outro lado, sinto falta de muitas coisas em Sao Paulo e acho que é uma das cidades mais vibrantes e dinamicas que ja conheci. Tudo acontece em Sao Paulo, até mais do que em muitas cidades européias.

(Abro parentesis para uma estorinha: no meu anterior trabalho aqui em Madri, um colega perguntou de que cidade no Brasil eu era. Quando disse Sao Paulo, ele arregalou os olhos e disse: “nossa, que legal, bem que eu gostaria que Madri tivesse a mesma diversidade de shows de rock e eventos de musica que tem lá.”)

Enfim, todos sabemos que é uma cidade de varias caras, cheia de contrastes, com grande e variada oferta cultural, gastronomica, de bares, cinemas, além da sua mais que sabida importância no cenário econômico nacional. Adoro esse lado da cidade, cheia de possibilidades e sempre em movimento.

Bom, mas isso tudo já nao é suficiente pra eu querer me instalar na cidade novamente (se fosse o caso). Sao Paulo precisa muito e urgentemente melhorar a qualidade de vida que oferece aos paulistanos (e aqui incluo os que ali nasceram ou que ali chegaram e fizeram dela sua cidade). Amo-a mas nao posso suportar a sua cara mais feia, nao posso suportar que trate tao mal a grande parte dos seus habitantes.

O amor nao pode ser tao incondicional, há que exigir mais respeito pela nossa cidade. Sao os paulistanos que o devem exigir.

Se eu pudesse abraçar essa minha cidade, o faria. Sao Paulo precisa de um abraço. Feliz aniversario, terra da garoa!